JON FOSSE

jon_fosseNasceu em 1959 em Haugesund, no Oeste da Noruega. Vive em Bergen. Escreve em novo Norueguês, língua obrigatória nas escolas mas que só é falada nessa região. Estreou-se na literatura em 1983, tendo publicado cerca de quinze livros antes de chegar ao teatro: romances, poesia, ensaios, novelas e livros para crianças. O seu primeiro texto para o teatro foi escrito em 1994. As suas peças começaram a circular no final dos anos 90, tendo sido representadas na Noruega e no estrangeiro, dirigidas por encenadores como Gunnel Lindblom, Claude Régy, Jacques Lassale, Thomas Ostermeier, Barbara Frey, Katie Mitchell ou Patrice Chéreau que, em 2011, dirigiu Sonho de Outono e Sou O Vento. Foi vencedor dos prémios: Nynorsk (1988 e de novo em 2003); Aschehoug (1997); Dobloug (1999); Norsk Kulturads (2003); Nynorsk Litearture Prize (2003); Breage (2005); Academia Sueca (2007); e em 2010, foi-lhe concedido o prestigiado Prémio Ibsen. É autor de E Nunca nos Separarão (1994), O Nome (1995), Vai Vir Alguém (1996), A Criança (1997), Mãe e Criança (1997), O Filho (1997), A Noite Canta os Seus Cantos (1998), Um Dia de Verão (1998), Sonho de Outono (1999), Quando a Luz Baixa e Fica Escuro (1999), Dorme, Meu Menino (1999), Visitas (2000), Inverno (2000), Variações Sobre a Morte (2001), A Rapariga no Sofá (2002), Lilás (2002), Os Cães Mortos (2003), Suzannah (2004)), Sa ka la (2004), Warm (2005), Sono (2005), Rambuku (2006), Sombras (2006), Sou o Vento (2007), Morte em Tebas (2008). Jon Fosse esteve em Portugal em Março de 2000, aquando da estreia de Vai Vir Alguém n´A Capital e, em 11 de Março de 2001 para assistir a Sonho de Outono. Voltou em 2009, por ocasião da visita oficial dos Reis da Noruega, para assistir à leitura de Sou O Vento.

Do autor nos Livrinhos de Teatro:
A Noite canta os Seus Cantos (nº 4)
Inverno (nº 8)
Lilás (nº 19)
Conferência de Imprensa e Outras Aldrabices (nº Especial com o texto As Asas de uma Borboleta Vermelha)
Sou o Vento/ Sono/ O Homem da Guitarra (nº 33)

Do autor nos Livros Cotovia
É a Aless (Romance)

Noutros Editores:
Sonho de Outono/ O Nome
(Campo das Letras)

Nas Revistas Artistas Unidos:
Declarações de Jon Fosse n’ A Capital (Revista nº 2)
Vai Vir Alguém (Revista n.º 2)
Pela segunda vez na n’A Capital (Revista nº 4)
Sobre mim como dramaturgo (Revista nº 13)
Quando é que nos vimos da última vez? Conversa com os escritores escandinavos Jon Fosse e Lars Norén (Revista nº 13)
Lilás - Uma peça para adolescentes (Revista nº 18)

Nos Artistas Unidos:
2000
- VAI VIR ALGUÉM encenação de Solveig Nordlund (A Capital Teatro Paulo Claro).
2001
- SONHO DE OUTONO, encenação de Solveig Nordlund (A Capital Teatro Paulo Claro).
2004
- A NOITE CANTA OS SEUS CANTOS, encenação de João Fiadeiro (Teatro Taborda).
2005
- INVERNO , encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Taborda); CONFERÊNCIA DE IMPRENSA E OUTRAS ALDRABICES de Harold Pinter, Antonio Tarantino, Arne Sierens, Antonio Onetti, Davide Enia, Duncan McLean, Enda Walsh, Finn Iunker, Irmãos Presniakov, Jon Fosse, José Maria Vieira Mendes, Jorge Silva Melo, Juan Mayorga, Letizia Russo, Marcos Barbosa, Miguel Castro Caldas, Spiro Scimone, uma canção de Boris Vian e outros ainda, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Nacional D. Maria II).
2007
- LILÁS encenação João Miguel Rodrigues ( CCB).
2009
- A NOITE CANTA OS SEUS CANTOS de Jon Fosse  (na Antena 2), (com apoio da Embaixada da Noruega).
2010
- MORTE EM TEBAS de Jon Fosse, leitura dirigida por Jorge Silva Melo (TEIA 2010 | TNDM II).

Teatro da Politécnica

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.ticketline.sapo.pt, Fnac, Worten, C. C. Dolce Vita, El Corte Inglês, Casino Lisboa, Galeria Comercial Campo Pequeno, Lojas Viagens Abreu e INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

não me lembro de nada de arthur miller prog NÃO ME LEMBRO DE NADA
Na Antena 2, Teatro Sem Fios, 4 de Julho às 19h00 (repetição a 1 de Agosto às 21h00)
tenho trinta anos prog TENHO TRINTA ANOS, ESTOU NA CADEIA HÁ QUATRO
No Jardim de Verão da Fundação Calouste Gulbenkian, 7 de Julho às 19h00

a arte em imagens 1 A ARTE DAS IMAGENS
De janeiro de 2017 a janeiro de 2018 nos primeiros domingos de cada mês, às 15h30, a Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva exibe os filmes produzidos pelos Artistas Unidos sobre artistas plásticos.

Livrinhos de Teatro

capa103 FARMÁCIA DE SERVIÇO e outras peças em um acto
de Eduardo de Filippo
Livrinhos de Teatro nº 103 Artistas Unidos / Cotovia
Livraria online »»

Subscrever Newsletter