FRANZISCA AARFLOT

franzisca_aarloft_aNasceu em 1963, em Oslo. Desde o liceu que tem vindo a especializar-se na área do teatro, tendo passado pela Romerike Theatre School, pelo British Theatre Association, em Londres e a Universidade de Oslo. Em 2005, fez um curso de admnistração e economia empresarial. Em 1984, fundou e dirigiu o Kirkeristen Teater, daqual também fez parte Jesper Halle. São deste período as suas encenações de A CAMINHO DE BABILÓNIA e PATOS SELVAGENS de Jesper Halle, LEAR de Edward Bond, EQUUS de Peter Shaffer, SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO de Shakespeare ou O ENCARREGADO de Harold Pinter. Em  1988, fundou e dirigiu o Teater ad Libitum onde encenou peças como THE LOVER IN THE WOODS de Jesper Halle, A VIDA É SONHO de Calderón ou SKUNK da sua autoria, entre outras. Em 1999 torna-se Directora Artística do Det Åpne Teater de Oslo - Teatro da Nova Escrita Norueguesa, onde trabalha actualmente. Continua a desenvolver o seu trabalho como encenadora e como dramaturga. Embora quase sempre ligada à direcção de uma companhia ou teatro, Franzisca Aarflot trabalha com o Oslo Nye Teater ou o Cassandra Theatre Company. Em 2001, recebeu o Fring First, para uma notável nova produção e inovação teatral, pela sua encenação de COMO UM TROVÃO de Niels Fridrik Dahl. Entre 1997 e 1999, foi membro da direcção da Associação de Encenadores Noruguesa. Desde 2003 tem trabalhado como Directora da Comissão do porjecto “Connections Norway”. E em 2005, inicia-se como examinadora do curso de Encenação da Universidade de Oslo. Também é membro da Associação de Autores Dramáticos Noruegueses e do Fórum de Directores Artisticos Directors.

Nos Artistas Unidos:
2006
- A MATA de Jesper Halle, encenação de Franzisca Aarflot ( Festival de Teatro de Almada).
2007
- DISCO PIGS de Enda Walsh, encenação de Franzisca Aarflot (Sociedade Guilherme Cossoul).
2008 
- BABEL de Miguel Castro Caldas e Jesper Halle, encenação Franzisca Aarflot (Citemor-Montemuro); NORUEGA-LISBOA-NORUEGA (Fundação Calouste Gulbenkian; São Luiz Teatro Municipal).
2010
- CANTIGAS DE UMA NOITE DE VERÃO (Uma peça de amores e desencontros) de David Grieg e Gordon McIntyre, encenação de Francisca Aarflot (Teatro da Trindade).

Teatro da Politécnica

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.ticketline.sapo.pt, Fnac, Worten, C. C. Dolce Vita, El Corte Inglês, Casino Lisboa, Galeria Comercial Campo Pequeno, Lojas Viagens Abreu e INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

não me lembro de nada de arthur miller prog NÃO ME LEMBRO DE NADA
Na Antena 2, Teatro Sem Fios, 4 de Julho às 19h00 (repetição a 1 de Agosto às 21h00)
tenho trinta anos prog TENHO TRINTA ANOS, ESTOU NA CADEIA HÁ QUATRO
No Jardim de Verão da Fundação Calouste Gulbenkian, 7 de Julho às 19h00

a arte em imagens 1 A ARTE DAS IMAGENS
De janeiro de 2017 a janeiro de 2018 nos primeiros domingos de cada mês, às 15h30, a Fundação Arpad Szenes - Vieira da Silva exibe os filmes produzidos pelos Artistas Unidos sobre artistas plásticos.

Livrinhos de Teatro

capa103 FARMÁCIA DE SERVIÇO e outras peças em um acto
de Eduardo de Filippo
Livrinhos de Teatro nº 103 Artistas Unidos / Cotovia
Livraria online »»

Subscrever Newsletter