Temps D´Images no Teatro da Politécnica 2013

TEATRO POR ESCRITO de Dimitris Dimitriadis

Dimitris Dimitriadis temps dimages TEATRO POR ESCRITO de Dimitris Dimitriadis Leitura por John Romão, Jorge Silva Melo e o músico Tiago Cerqueira integrado no Temps Images, Artistas Unidos, Colectivo 84

No Teatro da Politécnica na 4ª 23 de Outubro às 19h00
Entrada Livre

Dimítris Dimitriádis diz-nos que é preciso não-existir para nascer a vida - é essa a condição do autor dramático – ou que é preciso aceitar o fim para regressar à vida – é essa a condição do organismo vivo, o corpo humano como um país.

Nesta leitura, o músico Tiago Cerqueira manipula e distorce as palavras de Dimitriádis, lançadas ao espectador por John Romão e Jorge Silva Melo.

"E há mais: Eu não pertenço ao género humano. Eu não sou um ser humano. Eu sou eventualmente menos que um homem ou mais que um homem, mas encontro-me, de qualquer modo, fora da espécie humana. Há a espécie humana e há eu. Eu não pertenço ao domínio do homem."
Dimitris Dimitriádis

VIVER SECRETAMENTE de Jon Fosse

living secretly 1 VIVER SECRETAMENTE de Jon Fosse Tradução Pedro Porto Fernandes Bailarino Nikolay Shchetnev Voz Jorge Silva Melo Compositor e músico Johan Sara jr Cenografia Niels A W Jensen e Franzisca Aarflot Encenação Franzisca Aarflot Produção Franzisca Aarflot Poductions com a colaboração de Samovarteateret/ Integrado no Temps d'images 2013

No Teatro da Politécnica a 1 e 2 de Novembro às 21h00

o mais importante não é lembrar
mas esquecer
pausa breve
porque quando esquecemos
também nos lembramos
mas é de outra coisa
Jon Fosse, Viver Secretamente

Cada vez mais rarefeito, enigmático, o grande Jon Fosse que os AU revelaram em 2000 com Vai Vir Alguém (pela mão de Solveig Nordlund) no tal edifício d´A Capital. Que peça é esta? Uma peça? uma poesia? um desabafo? um suspiro?

UTOPIATM

Utopia 1Texto TIAGO PATRÍCIO e THOMAS MORE, PLATÃO, SENECA, ITALO CALVINO, entre outros Direcção artística, dramaturgia, encenação EMANUEL DE SOUSA Dispositivo cénico, desenho de luz e vídeo EMANUEL DE SOUSA Figurinos e adereços PONTO TEATRO Interpretação DANIELA GONÇALVES, EMANUEL DE SOUSA, FILIPE MOREIRA, OLINDA FAVAS, PEDRO MIGUEL DIAS, RITA VIEIRA, VASCO TEMUDO e JOSÉ DA SILVA FERNANDES Participação especial RUI HORTA, AND_Lab (por JOÃO FIADEIRO, FERNANDA EUGENIO, CAROLINA CAMPOS e DANIEL PIZAMIGLIO), MIGUEL MOREIRA e SOL PICO Fotografia de cena HUGO MARTINS Teaser, trailer e registo vídeo VICTOR CARVALHO Assistência multimédia LEANDRO ALVES (FPCT) Imagem gráfica E MULTIMEDIA Produção PONTO TEATRO Apoios DIRECÇÃO-GERAL DAS ARTES / GOVERNO DE PORTUGAL, Secretaria da Cultura, O ESPAÇO DO TEMPO, GALERIA ZÉ DOS BOIS, LUGAR INSTÁVEL, Companhia Instável, ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA E ARTES DO ESPECTÁCULO, TEATRO HELENA SÁ E COSTA M12 Duração 120 min

No Teatro da Politécnica a 13 e 14 de Novembro às 21h00

A primeira instância da Trilogia do Lugar, UTOPIA™, explora as noções de 'não-lugar' / 'bom-lugar' implícitas no conceito de 'utopia' (ou / eu, do grego antigo οὐ /εὖ : 'não' / 'bom'), cuja representação por excelência será sempre a própria experiência da vida quotidiana: 'La marque de l'Utopie, c'est le quotidien'. A primeira e principal questão passa então por saber em que consiste a felicidade do homem. No entanto, 'detalhar esse plano fundamental, assentar as suas bases práticas, estabelecer o modo de lhe dar realização – nenhuma destas coisas é objecto deste estudo ou assunto da minha competência. O que me cabia fazer está feito.' Está a seguir-me? - Venha cá dizer como é. 'E você fica aterrorizado, sabe que é uma armadilha, porque finalmente percebeu que não conseguirá dizer aquela frase como você próprio sabe que ela precisa de ser dita.'

TURBO_LENTO

turbo Lento Criação e interpretação Raquel André & Tiago Cadete Figurinos Carlota Lagido Direcção Técnica Nuno Patinho Co-produção Festival Temps d'image'13 (PT) & Festival Tempo (BR) Residência Centro Coreográfico do Rio de Janeiro Acolhimento Teatro da Politécnica (PT) Apoio Eira (PT); CIA dos Actores (BR) Financiamento DGARTES - Apoio à Internacionalização das Artes e FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN - ARTES PERFORMATIVAS

No Teatro da Politécnica a 20 e 21 de Dezembro às 21h00

Teatro da Politécnica

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.bol.pt, Fnac, Worten, CTT, El Corte Inglês, Pousadas da Juventude, Serveasy, Pagaqui. Para INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

fragil 1 prog FRÁGIL
Em Sobral de Monte Agraço, no CineTeatro Sobral a 28 de Abril
Em Sintra, no Chão de Oliva a 4 e 5 de Maio
Em Aveiro, no Teatro Gretua a 8 e 9 de Junho

o rapaz de ucello prog

O RAPAZ DE UCELLO ou aquilo que nunca perguntei ao Álvaro Lapa
No Porto, no Auditório de Serralves, 6 de Maio às 18h00

O Teatro da Amante Inglesa prog O TEATRO DA AMANTE INGLESA
Em Évora, n’A Bruxa Teatro a 11 e 12 de Maio
Em Alverca, no Teatro Estúdio Ildefonso Valério a 26 de Maio
Em Setúbal, no Fórum Luísa Todi a 29 de Agosto
a voz dos poetas prog A VOZ DOS POETAS
Na Biblioteca da Imprensa Nacional
7 de Maio - Gomes Leal por Jorge Silva Melo e Manuel Wiborg
fernando lemos prog FERNANDO LEMOS - como? Não é retrato?
de Jorge Silva Melo
Na RTP2, 9 de Maio às 23h15
EM VOZ ALTA prog EM VOZ ALTA os nossos poetas

Livrinhos de Teatro

capa115

O TEATRO DA AMANTE INGLESA
de Marguerite Duras
Livrinhos de Teatro nº 115 Artistas Unidos/Cotovia

Livraria online »»

Subscrever Newsletter