LIA GAMA

lia_gama_aEstudou na Escola René Simon em Paris. No teatro integrou o elenco do Teatro Estúdio de Lisboa, onde, sob a direcção de Luzia Maria Martins, participou em Pobre Bitos de Anouilh, A Familia Sam de Ustinov e Exercício para Cinco Dedos de P. Shaeffer; no Teatro Experimental de Cascais, Carlos Avilez dirigiu-a em D. Quixote de Y. Jamiacque, Fedra de Racine e O Comissário de Polícia de G. Lobato e anos mais tarde em Erros Meus Amor Ardente de Natália Correia, O Balcão de Genet, Opereta de Gombrowicz, Rei Lear de Shakespeare e O Pecado de João Agonia de Santareno; na Casa da Comédia, trabalhou com João Lourenço (Oh Papá Pobre Papá de A. Kopit) e Morais e Castro (Doroteia de N. Rodrigues) após o que passou duas temporadas no Teatro da Cornucópia onde fez Pequenos Burgueses de Gorki, Ah Q de J. Jourdheuil e Casimiro e Carolina de Horvath nas encenações de Luís Miguel Cintra e Jorge Silva Melo com quem voltou a trabalhar em 1995/96 em António, Um Rapaz de Lisboa; com Osório Mateus interpretou A Guarda de Joppolo (Os Cómicos) e voltou à Casa da Comédia para as Saudades de Ricardo Pais; Jorge Listopad dirigiu-a no Huis Clos de Sartre (Teatro da Graça) e Fernando Gusmão em Corpo Delito na Sala de Espelhos de José Cardoso Pires (Teatro Aberto); com João Mota na Comuna fez Em Frente da Porta do Lado de Fora de W. Borchert; e no S. Luiz foi a protagonista de D. Leonor Rainha Maravilhosamente de Alice Sampaio, na encenação de Norberto Barroca; no Teatro da Graça, Carlos Fernando dirigiu-a em As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant de Fassbinder e No País do Dragão de T. Williams. No Teatro Nacional D. Maria II participou em As Fúrias de Agustina Bessa-Luís e Filipe La Féria. Estreou-se no cinema em Sete Balas para Selma de António de Macedo, tendo trabalhado depois com Cunha Telles (O Cerco e Meus Amigos), Eduardo Geada (O Funeral do Patrão, A Santa Aliança e Mariana Alcoforado), Fernando Lopes (Nós por Cá Todos Bem e Crónica dos Bons Malandros), Solveig Nordlund (Nem Pássaro Nem Peixe e Viagem para a Felicidade), Manoel de Oliveira (Amor de Perdição e Francisca), António-Pedro Vasconcelos (Oxalá) Fonseca e Costa (Kilas, o Mau da Fita e Sem Sombra de Pecado) e João Botelho (Tempos Dificeis). Na televisão interpretou, entre outros, O Caso Rosenberg de A. Ducaux e Oliveira e Costa, A Senhora do Cãozinho de Tchékhov (realização de J. Listopad), Os Maias a partir de Eça de Queiroz (realização de F.Katzenstein), Por Mares Nunca Dantes Navegados (realização de Zita Rocha), Grande Noite e Cabaré de Filipe La Féria. Entre outros, recebeu o prémio da Casa da Imprensa pela sua interpretação no filme Kilas, o Mau da Fita e a Medalha 25 de Abril da Associação Portuguesa dos Críticos de Teatro. Interpretou a protagonista de A Noite é Mãe do Dia de Lars Norén numa encenação da realizadora Solveig Nordlund e de Vida Breve de Bernardo Santareno (enc.: Lucinda Loureiro).

Nos Artistas Unidos:
1995 - ANTÓNIO, UM RAPAZ DE LISBOA de Jorge Silva Melo (Fundação Calouste Gulbenkian).
1998 - AOS QUE NASCEREM DEPOIS DE NÓS - CANÇÕES DO POBRE BB de Berrtolt Brecht (Festival de Almada).
2004 - O NOSSO HÓSPEDE de Joe Orton, encenação de Manuel João Águas (Teatro Taborda).
2005 - CONFERÊNCIA DE IMPRENSA E OUTRAS ALDRABICES de Harold Pinter, Antonio Tarantino, Arne Sierens, Antonio Onetti, Davide Enia, Duncan McLean, Enda Walsh, Finn Iunker, Irmãos Presniakov, Jon Fosse, José Maria Vieira Mendes, Jorge Silva Melo, Juan Mayorga, Letizia Russo, Marcos Barbosa, Miguel Castro Caldas, Spiro Scimone, uma canção de Boris Vian e outros ainda, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Nacional D. Maria II).
2009 - ESTA NOITE IMPROVISA-SE de Luigi Pirandello, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Nacional D. Maria II); SEIS PERSONAGENS À PROCURA DE AUTOR de Luigi Pirandello, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Municipal São Luiz).
2010 - REI ÉDIPO a partir de Sófocles, encenação de Jorge Silva Melo (TNDM II); O QUARTO de de Harold Pinter, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Municipal de Almada); HEDDA de José Maria Vieira Mendes a partir de Hedda Gabler de Henrik Ibsen, encenação de Jorge Silva Melo (São Luiz).

Teatro da Politécnica

ARTISTA DO MÊS RUI CARREIRA prog ARTISTA DO MÊS
Rui Carreira
a estupidez prog A ESTUPIDEZ
de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro
SÉRGIO POMBO AGORA prog SÉRGIO POMBO AGORA
de 11 de Janeiro a 25 de Fevereiro

Bilheteira

3ª a Sáb. das 15h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.ticketline.sapo.pt, Fnac, Worten, C. C. Dolce Vita, El Corte Inglês, Casino Lisboa, Galeria Comercial Campo Pequeno, Lojas Viagens Abreu e INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

a noite da iguana prog 2 A NOITE DA IGUANA
No Teatro Nacional de São João de 9 a 26 de Fevereiro
na margem de la prog NA MARGEM DE LÁ - UM SEMINÁRIO
No Teatro Nacional D. Maria II de 4 de Março a 20 de Maio

Livrinhos de Teatro

capa102 COMPREI UMA PÁ NO IKEA PARA CAVAR A MINHA SEPULTURA e outras peças
de Rodrigo García
Livrinhos de Teatro nº 102 Artistas Unidos / Livros Cotovia
Livraria online »»

Subscrever Newsletter