MARCOS BARBOSA

marcosbarbosa_a Nascido em 1977, formou-se dramaturgo pelo (hoje extinto) Instituto Dragão do Mar de Arte e Indústria Audiovisual do Ceará, na sua cidade natal, Fortaleza, em 1999. Reside hoje na cidade de Salvador, onde é professor do curso de artes e ciências da Faculdade Social da Bahia e aluno de doutorado do Programa de Pesquisa e Pós-graduação em Artes Cénicas da Universidade Federal da Bahia. Barbosa é autor de mais de dez textos, quase todos já encenados. Entre eles destacam-se Braseiro e Minha Irmã (Fortaleza), Auto de Angicos (Salvador) e Quase Nada (Teatro Popular do SESI, São Paulo). Entre as suas obras ainda inéditas estão o resultado prático de sua tese de mestrado (o drama histórico Curral Grande) e a comédia Avental Todo Sujo de Ovo. Trabalhos fora do Brasil incluem a encenação de Quase Nada no âmbito do Intercity Festival (Teatro della Limonaia, Florença, 2004), uma participação na Residência Internacional de Dramaturgia do Royal Court Theatre (Londres, 2003) e a encenação de duas peças (Quase Nada e À Mesa), também no Royal Court Theatre, em 2004. Como tradutor, Barbosa já verteu para o português obras de autores como José Triana, Marius von Meyenburg, Dea Loher e Georges Feydeau, e desenvolve actualmente uma pesquisa voltada para a tradução do verso dramático shakespeareano.

Do autor nos Livrinhos de Teatro:
Conferência de Imprensa e Outras Aldrabices (Nº especial com o texto Brincando nos Campos de Harold Pinter)

Nos Artistas Unidos:
2005 - CONFERÊNCIA DE IMPRENSA E OUTRAS ALDRABICES de Harold Pinter, Antonio Tarantino, Arne Sierens, Antonio Onetti, Davide Enia, Duncan McLean, Enda Walsh, Finn Iunker, Irmãos Presniakov, Jon Fosse, José Maria Vieira Mendes, Jorge Silva Melo, Juan Mayorga, Letizia Russo, Marcos Barbosa, Miguel Castro Caldas, Spiro Scimone, uma canção de Boris Vian e outros ainda, encenação de Jorge Silva Melo (Teatro Nacional D. Maria II).

Teatro da Politécnica

rui castanho prog ARTISTA DO MÊS
Rui Castanho
dedalo prog DÉDALO
de 17 a 27 de Janeiro
9anos depois prog 9 ANOS DEPOIS a partir da Ilíada
de 7 a 17 de Fevereiro

Bilheteira

3ª a Sáb. das 17h00 até ao final do espectáculo

Preços:
Normal | 10 Euros
Descontos | estudantes | – 30 | + 65 | Grupos >10 | Protocolos | Profissionais do espectáculo | Dia do espectador (3ª) - 6 Euros

Bilhetes à venda

No Teatro da Politécnica, Reservas | 961960281, www.ticketline.sapo.pt, Fnac, Worten, C. C. Dolce Vita, El Corte Inglês, Casino Lisboa, Galeria Comercial Campo Pequeno, Lojas Viagens Abreu e INFORMAÇÕES/RESERVAS: Ligue 1820 (24 horas).

E fora da Politécnica

O GRANDE DIA DA BATALHA prog O GRANDE DIA DA BATALHA variações sobre o ALBERGUE NOCTURNO de Máximo Gorki
No Teatro Nacional D. Maria II de 18 de Janeiro a 25 de Fevereiro
a voz dos poetas prog A VOZ DOS POETAS
Na Biblioteca da Imprensa Nacional
5 de Fevereiro de 2018: Alberto de Lacerda por Jorge Silva Melo e Nuno
2 de Abril de 2018: Adolfo Casais Monteiro por Jorge Silva Melo e Luís Lucas
9 de Maio de 2018: Gomes Leal por Jorge Silva Melo e Manuel Wiborg

Livrinhos de Teatro

capa114

SEM ALARDE
de Owen McCafferty
Livrinhos de Teatro nº114 Artistas Unidos/Cotovia

Livraria online »»

Subscrever Newsletter