CALOR E OUTRAS PEÇAS

de Jon Fosse

Traduções de Pedro Porto Fernandes com o apoio Norla

Uma edição Artistas Unidos/ Livros Cotovia com o apoio Fundação Calouste Gulbenkian
Livrinhos de Teatro nº 109

Eu escrevo quase sem ponto de partida, sem imagem, sem plano, escrevo só. Vou escrevendo, variações. Há um momento em que tudo tem de se resolver. Se calhar é por isso que as coisas acontecem tão abruptamente no final das minhas peças.
Jon Fosse, Artistas Unidos - Revista, nº 4

10.00

L109