Revista Nº 14

(Novembro 2005)

Detalhes

r14

  • 10,00 € IVA incluído

Letizia Russo
- Tiziano Fratus: Cinco actos de um teatro da matéria e da morte por Letizia Russo
- Jorge Silva Melo: Um texto em carne viva - a história de Os Animais Domésticos

François Berreur
- Conversa com: O balanço é o espectáculo

Ascanio Celestini
- Andrea Porcheddu: Contingência, ironia, solidariedade

Antonio Onetti
- Entrevista: Uma pequena verdade

 

Sarah Kane de viva voz
- Aleks Sierz: Sarah Kane: a última entrevista
- Heidi Stephenson/Natasha Langridge: Toda a arte é subversiva
- Nils Tabert: Cingir-se à verdade
- Clare Bailey: Uma mulher muito zangada
- David Benedict: O que Sarah fez a seguir
- Kate Stratton: Medidas extremas
- Claire Armistead: Sem dor não há Kane
- Sarah Kane: A única coisa de que me lembro é / Teatro com tomates
- Dan Rebellato: Deitar abaixo os limites
- Juan Mayorga: A minha recordação favorita de Sarah Kane
- Mark Ravenhill: Suicida? Ela é melhor do que isso

Os que andam por aí afirmando-se (II)
- Gonçalo M. Tavares: Possibilidades e ética: que teatro?
- Jacinto Lucas Pires: Notas sobre escrever teatro
- José Maria Vieira Mendes: O meu papel
- Jorge Louraço Figueira: Mini-utopias
- Miguel Castro Caldas: e o mar é o diabo
- Pedro Eiras: Em vez de uma arte poética

Davide Enia
- Entrevista: O sabor na boca
- Davide Enia: A narrativa hoje em Itália / A minha relação com o dialecto palermitano ou aquilo que me ensinou uma bota de futebol / Como começou o trabalho de Maio de 43
- Texto: Maio de 43 de Davide Enia

Não existem comentários de momento.

Só utilizadores registados podem efectuar comentários